Um ano do meu bebê, mas ele é um anjo ao lado de Deus

Guardian angel on the cloud

Existem amores que são eternos. Que nem o tempo, nem a morte, nem a distância nada pode tirar.
Existem coisas permanentes dentro da gente. Coisas boas e ruins, e eu tenho de bom todo amor pelo meu filho.
Não foi fácil esse um ano, não é fácil esse mês  também em que no dia 01 minha mãe faleceu. Hoje deve estar comemorando com meu anjo Dante, e com seu outro neto, anjo João Victor e também com meu pai. Tias e tios.

Esse um ano eu vim lutando para que a tristeza não imperasse e não levasse o meu coração e meu amor pela vida embora. É muito difícil ver meus sonhos desmoronarem um a um e levantar no dia seguinte e dizer:" Ok, vida estou pronta para mais um dia".
Mas viver é homenagem, é carregar legados, tantas coisas no nosso DNA e no DNA emocional para frente. É dizer : "Sim, vida eu vou apoiar aquela minha amiga que precisa, vou ouvir aquela musica que fazia o meu bebê mexer na barriga, eu vou tentar porque ao tentar eu dou forças aos outros que também estão sem forças. Hoje eu preciso de ajuda para ver a beleza da vida, mas amanhã estarei ajudando aos outros verem. Há beleza, eu sei que há",




 Viver é tanta coisa...
A gente sempre ouve por aí que a vida não vem com manual de instruções e não, ela não vem. Ela não diz que seu filho pode inverter a ordem das coisas e partir antes. Que um dia você tem que se prender a pequenos motivos para seguir, para que a dor não seja too much (muito) ao ponto de desistir.
Não vamos desistir.

Vamos levar nossas homenagens para frente. Vamos ser cartaz ou melhor uma linda parede pintada, mas que foi grafitada com algumas assinaturas incompreensíveis, acredite que no final vai haver muita beleza na obra e história também,

Perder meu filho foi a pior experiência da minha vida, perder a minha mãe foi tirar o meu chão, perder o meu pai aos 14 anos foi enlouquecedor e estar aqui é... um presente de todos eles. Todos me salvaram de algum modo, me fizeram um ser humano melhor e eu sou grata por cada minuto e cada segundo.

Dói para uma, caralhada  ... um monte! Dói, dói o tempo inteiro. Mas Deus ajuda, a gente levanta e principalmente a gente ama. E ama eternamente, sem fronteiras, sem impedimento.
A gente só ama, sente saudades e segue...

Reme para não se afogar em si mesma, ame e seja... ah, e permita-se!



  • Aniversário de anjo
  • bebê anjo
  • 1 ano de perda
  • luto
  • lutos
  • luto familiar



Porquê ninguém se importa com Luto


Com 14 anos eu perdi o meu pai. Esse mês, no dia 23, completa um ano que venho lidando com a perda do meu primeiro filho que nasceu prematuramente aos cinco meses e veio a falecer horas depois. No entanto, agora dia 01 de outubro minha mãe faleceu e o meu luto ganhou nova forma.
Nesse tempo eu acabei percebendo uma particularidade no luto que eu não imaginava existir e que tem me incomodado e machucado mais do que você, caro leitor, possa imaginar.
 O luto não tem tempo correto para terminar para aqueles que o sentem, mas para quem está observando tem.
Hoje em dia com tanta tecnologia e com a maioria das sociedades vivendo na era do imediato um luto longo é perturbador. É exigido que a felicidade volte ao rosto daqueles que sofrem, é necessário que todos estejam bem para que possamos seguir.
O luto, a real importância desse sentimento e do tempo que dedicamos ao pesar da perda de alguém querido ou a ciclos, não é importante.
E não é dedicado crédito a esse sentimento por uma real preocupação com aquela pessoa, mas porque somos capaz de ver nela um reflexo de nos mesmos. As pessoas nos influenciam o tempo todo e ver alguém triste nos torna tristes.

"— O luto é um processo que resulta de uma perda significativa para a nossa vida, e se refere a um investimento afetivo que não tem mais quem o receba. Não se trata de um obstáculo a ser vencido o mais rápido possível. Se não vivermos o luto até o fim, a gente não elabora, e impede que o processo se encerre — diz Bianca Dantas, psicanalista de saúde mental do Centro de Atenção Psicossocial Franco Basaglia, em Botafogo." 

Amigos podem nos impedir de viver o luto, as regras de convívio social e trabalhistas, a família, o tempo dedicado a tarefas, a rotina... De uma maneira geral, parece que o lugar do luto se perdeu. Às vezes nem a oportunidade de se ressignificar o luto é possível.

É preciso ajuda e dificilmente se tem. Apenas julgamentos e pedidos para que se siga com a vida.

Como posso me importar e ajudar alguém enlutado?

  • O primeiro passo é não menosprezar o sentimento: A pessoa está passando por um momento difícil e impedir que a pessoa chore, que diga o que está passando, que desabafe sobre a vida é a pior forma de tentar ajudar. Então para ajudar realmente seja empático e solidário. Escute, ofereça o silêncio, um abraço, uma visita...
  • Observe os sinais de depressão, ansiedade, luto patológico e ofereça o número de algum profissional conhecido e confiável para ajuda especializada.
  • Ajude-o a se expressar, se ele quiser. Muitas pessoas não gostam de falar como se sentem, mas gostam de desenhar, tocar um instrumento, escrever... 
  • Rituais para luto: Tem gente que distribui flores, soltam balões, doa sangue em nome do falecido, fazem tatuagem, escrevem cartas... enfim, tentam ressignificar esse momento. Se você puder ajude-o a preparar esses rituais.

Falando em rituais o livro Com amor, Clara retrata de maneira brilhante como a personagem principal deu uma ressignificação ao seu luto ao escrever cartas para a mãe falecida enquanto vivia uma nova vida agora tendo que lidar com o luto.


Ninguém havia me dito que o luto se parecia com o medo.
Eu não estou com medo, mas é como se estivesse.
A mesma agitação no estômago, a mesma inquietação, o bocejo.
Estou sempre engolindo.
C.S Lewis -  A anatomia de uma dor

É muito importante que passemos a reconhecer a importância do luto, de suas fases, suas ressignificações e o quanto é um sentimento válido diante das dores que a vida atrás. Às vezes dores e saudades de magnitude infinita...






© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo